Jornal O Interiorano - A verdade como referência - Fundador: João Victor da Silva - CNPJ: 13.513.199/0001-01 - Fone: (83) 8855-0110 - Sapé-Paraíba.

terça-feira, 21 de março de 2017

Redes sociais viralizam falsa lista de Janot. Confira a real listagem que cita três paraibanos

Redes sociais viralizam falsa lista de Janot. Confira a real listagem que cita três paraibanos
 Circula pelas redes sociais uma relação com nome de políticos, divididos por cargos e partidos, atribuída ao portal Congresso em Foco como se fosse a nova “lista de Janot” Cuidado! Isso não é verdade. Confira aqui a real lista de Janot com os mais de 80 ministros, governadores, deputados federais e senadores mencionados no arquivo são aqueles que aparecem nos documentos apreendidos na casa de um dirigente da Odebrecht, onde três paraibanos são citados.

Nem todos eles serão, necessariamente, investigados. Como ainda é mantida sob sigilo a segunda lista de políticos que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, quer investigar, não há confirmação de quantas dessas autoridades terão de responder ao Supremo (caso de parlamentares e ministros) ou ao Superior Tribunal de Justiça (situação dos governadores), como deixava claro a reportagem que publicamos no último dia 16.

Os nomes que circulam principalmente pelo WhatsApp foram extraídos de uma relação que apontava mais de 300 políticos, com os respectivos valores, em planilhas apreendidas com Benedicto Barbosa Silva Junior, ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura.

Essa lista foi publicada em primeira mão, ainda em março de 2016. Não se sabe se os valores diziam respeito a doações eleitorais (oficiais ou por meio de caixa dois) ou ao pagamento de propina. A relação foi um dos pontos de partida para a delação dos 77 executivos do grupo que resolveram colaborar com as investigações em troca da redução de uma eventual pena. Mas, ao longo dos mais de 900 depoimentos tomados, outros nomes foram citados e deverão ser alvos de investigações. Por outro lado, outros poderão ser excluídos da mira do STF por falta de indícios de crime.

Mais de 80 parlamentares, governadores e ministros aparecem em documentos vazados da Odebrecht veja a lista:

MINISTROS

Antonio Imbassahy (PSDB-BA) – Secretaria de Governo Bruno Araújo (PSDB-PE) – Ministro das Cidades Eliseu Padilha (PMDB-RS) – Ministro da Casa Civil Gilberto Kasssab (PSD-SP) – Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Mendonça Filho (DEM-PE) – Ministro da Educação Moreira Franco (PMDB-RJ) – Ministro da Secretaria-Geral de Governo Osmar Terra (PMDB-RS) – Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário Raul Jungmann (PPS-PE) – Ministro da Defesa Ricardo Barros (PP-PR) – Ministro da Saúde Roberto Freire (PPS-SP) – Ministro da Cultura

GOVERNADORES

Beto Richa (PSDB-PR) Fernando Pimentel (PT-MG) Geraldo Alckmin (PSDB-SP) Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) Marconi Perillo (PSDB-GO) Raimundo Colombo (PSD-SC) Reinaldo Azambuja (PSDB-MS) Tião Viana (PT-AC) Wellington Dias (PT-PI)

SENADORES

Aécio Neves (PSDB-MG) Ana Amélia Lemos (PP-RS) Armando Monteiro (PTB-PE) Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) Ciro Nogueira (PP-PI) Eunício Oliveira (PMDB-CE) Fernando Bezerra (PSB-PE) Gleisi Hoffmann (PT-PR) Humberto Costa (PT-PE) Jader Barbalho (PMDB-PA) José Agripino (DEM-RN) José Aníbal (PSDB-SP) – suplente José Serra (PSDB-SP) Lindbergh Farias (PT-RJ) Randolfe Rodrigues (Rede-AP) Renan Calheiros (PMDB-AL) Romero Jucá (PMDB-RR) Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

DEPUTADOS

Afonso Hamm (PP-RS) Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – líder do governo na Câmara Arnaldo Jardim (PPS-SP) – licenciado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) Arthur Virgilio Bisneto (PSDB-AM) Bebeto Galvão (PSB-BA) Betinho Gomes (PSDB-PE) Beto Mansur (PRB-SP) Carlos Zaratini (PT-SP) Celso Russomanno (PRB-SP) Clarissa Garotinho (PRB-RJ) Daniel Almeida (PCdoB-BA) Daniel Coelho (PSDB-PE) Fernando Marroni (PT-RS) Heráclito Fortes (PSB-PI) Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) José Carlos Aleluia (DEM-BA) José Otávio Germano (PP-RS) José Priante (PMDB-PA) Júlio Lopes (PP-RJ) Jutahy Magalhães Jr. (PSDB-BA) Luciano Ducci (PSB-PR) Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) Luiz Carlos Ramos (PTN-RJ) – licenciado Luiz Sergio (PT-RJ) Mandetta (DEM-MS) Marcio Biolchi (PMDB-RS) – licenciado Marco Maia (PT-RS) Maria do Rosário (PT-RS) Mendes Thame (PV-SP) Nelson Pelegrino (PT-BA) Otávio Leite (PSDB-RJ) Paes Landim (PTB-PI) Patrus Ananinas (PT-MG) Paulinho da Força (SD-SP) Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) Paulo Teixeira (PT-SP) Renato Molling (PP-RS) Rodrigo Maia (DEM-RJ) Rogério Marinho (PSDB-RN) Ronaldo Lessa (PDT-AL) Ronaldo Zulke (PT-RS) Rosinha da Adefal (PTB-AL) Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) Silas Brasileiro (PMDB-MG) Zé Geraldo (PT-PA)

Redação com Congresso em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário