Jornal O Interiorano - A verdade como referência - Fundador: João Victor da Silva - CNPJ: 13.513.199/0001-01 - Fone: (83) 8855-0110 - Sapé-Paraíba.

segunda-feira, 19 de novembro de 2018


Cabedelo se destaca como destino turístico em pesquisa de site nacional
Cabedelo está entre os 25 “Destinos secretos preferidos dos brasileiros”. É o que revelou uma pesquisa do site nacionalViajando com a Expedia, feita este mês com mais de mil pessoas.
A cidade portuária se destacou na pesquisa, que revelou lugares pouco explorados, mas, segundo o site, “igualmente incríveis, e que podem ajudá-lo a aproveitar melhor as suas férias”.
“Como todo bom destino no Nordeste do Brasil, Cabedelo se destaca por suas praias. Localizada na região metropolitana de João Pessoa, no entanto, é uma viagem diferente por sediar diversos campeonatos de surfe, sobretudo nas praias de Intermares. A Fortaleza de Santa Catarina, local que se tornou um centro cultural, oferece diversas atrações”, descreve o site.
 No site da Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), é possível obter informações acerca de todos os pontos turísticos que a cidade oferece, além de dicas de hospedagens e culinária.
Com PB Agora

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Em Sapé:

Roberto Feliciano inspeciona obra e anuncia mais calçamentos para a cidade

O prefeito de Sapé, Roberto Feliciano(PSB), inspecionou nesta quarta-feira (14) o andamento da pavimentação da Rua Orlando Monteiro de Sena, próximo a Biu de Manga no entrocamento da rua Luiz Fernandes de Medeiros.
Durante a visita, o prefeito avaliou a obra como de grande relevância social para os moradores da localidade, que irá beneficiar com uma melhor mobilidade e qualidade de moradia.
Roberto Feliciano anunciou que até o final desse ano outras obras de calçamento deve ser entregue por sua gestão. “Daqui pro final do ano ainda entregaremos várias ruas calçadas em diversos bairros da zona urbana e rural”, confirmou.

Com  ExpressoPB 

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Presidente da Câmara de Sapé Luiz Limeira visita conselheiro do TCE


O Presidente da Câmara Municipal de Sapé, Vereador Luiz Ribeiro Limeira , mais conhecido por Luizinho, realizou na tarde da última segunda feira dia 12 , uma visita ao TCE, ao Conselheiro Oscar Mamede Santiago Melo, com o objetivo de levar ao conhecimento do Conselheiro a realidade orçamentária e financeira da Câmara.
Lembrando que o Vereador foi eleito para completar o mandato até 31 de dezembro de 2018, a visita se deu diante da preocupação do atual presidente em dar efetivo cumprimento a lei de responsabilidade fiscal, diante de ter que pagar duas folhas e mais metade do décimo terceiro em apenas dois meses, sem ter ficado saldo para isso em caixa.
Diante da receptividade do conselheiro foram discutidos vários temas, como limites de gastos, como seria analisado isso pelo TCE, tendo em vista a Câmara de Sapé ter tido três Presidentes em apenas um ano.
Com vários pontos, que diante dos acontecimentos se tornaram casos novos na administração da Câmara esclarecidos. O Presidente Luiz Limeira se atualizou sobre novos temas e novas formas de controle de gastos e boa governança na administração pública, pregados e cobrados pelo TCE-PB.
Mesmo com larga experiência por já ter sido presidente por três biênios, 2001/2002, 2013/2014 e 2015/2016, e já no seu quarto mandato na Câmara de Sapé, Luiz Limeira afirmou que: “ a administração pública é dinâmica, os gestores a cada dia tem mais responsabilidades e são mais cobrados pela população, então mantenho-me em constante aprendizado e atualização, para que possa prestar sempre um serviço de excelência á minha cidade.”

Redação c/ExpressoPB
Cidade de Sapé sediará a 26ª Viagem Missionária da IPB, Pinheiros – SP


A cidade de Sapé (Mata Paraibana) sediará a 26ª Viagem Missionária promovida pela IPB – Igreja Presbiteriana do Brasil, Pinheiros-SP, em janeiro de 2019.
O evento se insere no "Projeto Missionário de Férias" e tem a iniciativa da Junta de Missões Nacionais e Junta Missionária de Pinheiros –SP, com o objetivo de estender o trabalho missionário na Paraíba e em Sergipe, no período de 4 a 17 de janeiro.

A primeira ação acontecerá na cidade de Sapé, onde a caravana composta de aproximadamente 40 irmãos missionários visitará as obras de construção de um templo presbiteriano localizado no Conjunto José Feliciano, e também aonde serão realizadas ações sociais em prol de várias comunidades carentes, além de visitações e evangelização em  bairros periféricos do município.


REUNIÃO

Na noite de hoje,14, estiveram reunidos em Sapé, o pastor Eudes Alves e a  Comissão de Construção do Templo,  ocasião em que foi apresentado um relatório de receita e despesas referente à construção dessa obra. Nesse momento também foram discutidos assuntos relacionados aos preparativos para a recepção aos irmãos evangélicos de Pinheiros-SP, a exemplo de hospedagem, transporte e local de refeições dos visitantes que tem data marcada para chegar em Sapé no dia 4 de janeiro. 


Da redação
Do Interiorano
Créditos: João Victor

A Comissão de Construção esteve reunida hoje, 14, quando foi apresentado um relatório de receitas e despesas referentes à construção do Templo. A recepção aos irmãos de Pinheiros-SP foi outro assunto discutido na reunião.

terça-feira, 13 de novembro de 2018

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Casos de dengue crescem mais de 200% na Paraíba


Dados epidemiológicos de janeiro a outubro de 2018 apontam que alguns estados apresentam aumento de casos de dengue, zika e chicungunya em comparação com o mesmo período de 2017. Na Paraíba, até 27 de outubro, o aumento de casos de dengue é de 214%, passando de 3.336 casos em 2017 para 10.486 no mesmo período de 2018. Neste ano, a incidência da dengue é de 260,5 casos/ 100 mil habitantes.
Para zika, o aumento é de 196%, passando de 108 casos em 2017 para 320 em 2018, com incidência de 7,9 casos/100 mil habitantes. Já em relação à chikungunya, houve redução de 43%, passando de 1.638 casos em 2017 para 929 neste ano. com incidência de 23,1 casos/100 mil habitantes. O Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (13) campanha publicitária de combate ao mosquito Aedes aegypti que objetiva mobilizar toda a população sobre a importância de intensificar, neste período que antecede o verão, as ações de prevenção contra o mosquito, que transmite dengue, zika e chikungunya.
Com o slogan “O perigo é para todos. O combate também. Faça sua parte”, a campanha ressalta que a união de todos, governo e população, é a melhor forma de derrotar o mosquito, e que a vigilância deve ser constante. Os meses de novembro a maio são considerados o período epidêmico para as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, porque o calor e as chuvas são condições ideais para a proliferação do mosquito. “É o momento em que todos – União, estado e municípios, e a população em geral – devem ter maior atenção e intensificar os esforços para não deixar a larva do mosquito nascer. No caso da população, além dos cuidados, como não deixar água parada nos vasos de plantas, é possível verificar melhor as residências, apoiando o trabalho dos agentes de endemias”, explica o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, Divino Martins.
De acordo com o coordenador, os agentes de endemias utilizam três técnicas simples, que levam cerca de 10 minutos, para vistoriar casas, apartamentos e espaços abertos. “Os agentes de endemias estão nas ruas vistoriando todos os espaços em todo o país. Contudo, a população pode se empoderar também dessas técnicas e se antecipar à visita dos agentes. Durante os meses que antecedem o verão e ao longo de 2019, o Ministério da Saúde vai fazer o alerta contra o mosquito e ensinar, por meio de vídeos tutoriais, entre outros meios, como são essas técnicas. Além dos 60 mil agentes de endemia, a pasta quer contar com os mais de 200 milhões de brasileiros para serem multiplicadores dessas ações”, destaca o coordenador Divino Martins.
Além do lançamento da campanha, está prevista ainda, para o final de novembro, a divulgação do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), ferramenta utilizada para identificar os locais com focos do mosquito nos municípios. O LIRAa é um instrumento fundamental para o controle do mosquito. Com base nas informações coletadas, os gestores podem identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de depósito onde as larvas foram encontradas. O objetivo é que, com a realização do levantamento, os municípios tenham melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito Aedes aegypti.
DADOS EPIDEMIOLÓGICOS
DENGUE – Até 27 de outubro, foram notificados 220.921 casos de dengue em todo o país, uma pequena redução em relação ao mesmo período de 2017 (223.171). A taxa de incidência, que considera a proporção de casos por habitantes, é de 106,4 casos/100 mil habitantes. Com relação ao número de óbitos, a queda é de 22,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, passando de 167 mortes em 2017 para 130 neste ano.
No total, 12 estados apresentam aumento de casos em relação ao mesmo período de 2017. Entre eles, destacam-se Goiás, Rio Grande do Norte e Acre, que registram as maiores incidências, com 1.025 casos/100 mil habitantes em Goiás; 624,4 casos/100 mil habitantes no Rio Grande do Norte e 420,8 casos/100 mil habitantes no Acre. As informações completas estão no Boletim Epidemiológico – Semana 43.
CHIKUNGUNYA – Até 27 de outubro, foram registrados 80.940 casos de febre chikungunya, o que representa uma taxa de incidência de 39,0 casos/100 mil habitantes. A redução é de 55,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 182.587 casos. A taxa de incidência no mesmo período de 2017 foi de 87,9 casos/100 mil/hab. Neste ano, foram confirmados laboratorialmente 34 óbitos. No mesmo período do ano passado, foram 189 mortes confirmadas.
No total, sete estados apresentam aumento de casos em relação ao mesmo período de 2017. Entre eles, destacam-se Mato Grosso e Rio de Janeiro, que registram as maiores incidências, com 394,5/100 mil habitantes no MS e 210,8 casos/100 mil habitantes no RJ.
ZIKA – Foram registrados 7.544 casos prováveis de zika em todo país, até 27 de outubro, uma redução de 54,6% em relação a 2017 (176.616). A taxa de incidência passou de 8,0 em 2017 para 3,6 neste ano.
No total, sete estados apresentam aumento de casos em relação ao mesmo período de 2017. Entre eles, destaca-se o Rio Grande do Norte, com 14,9 casos/100 mil habitantes.
AÇÕES PERMANENTES
Durante todo o ano, o Ministério da Saúde realiza ações permanentes de vigilância, prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, com apoio da Sala Nacional de Coordenação e Controle (SNCC) e das Salas Estaduais. As videoconferências com as 27 salas estaduais ocorrem mensalmente e, durante o período epidêmico, são realizadas quinzenalmente. O Ministério da Saúde também oferece, continuamente, aos estados e municípios apoio técnico e fornecimento de insumos, como larvicidas para o combate ao vetor, além de veículos para realizar os fumacês, e testes diagnósticos, sempre que solicitado pelos gestores locais.
Para estas ações, a pasta tem garantido orçamento crescente aos estados e municípios. Os recursos para as ações de Vigilância em Saúde, incluindo o combate ao Aedes aegypti, cresceram nos últimos anos, passando de R$ 924,1 milhões, em 2010, para R$ 1,93 bilhão em 2017. Este recurso é destinado à vigilância das doenças transmissíveis, entre elas dengue, zika e chikungunya e é repassado mensalmente a estados e municípios. Além disso, desde novembro de 2015, foram destinados cerca de R$ 465 milhões para pesquisas e desenvolvimento de vacinas e novas tecnologias. Neste ano, o orçamento destinado para as ações de vigilância em saúde é de R$ 1,9 bilhão.
Com MaisPB