Jornal O Interiorano - A verdade como referência - Fundador: João Victor da Silva - CNPJ: 13.513.199/0001-01 - Fone: (83) 8855-0110 - Sapé-Paraíba.

domingo, 28 de maio de 2017


"Um alerta político"

Radialista supõe que aliados do ex-prefeito continuam ‘dando as cartas’ na gestão atual em Mari/PB


O radialista Marcos Sales durante o programa Liberdade de Expressão da Rádio Araçá FM de Mari desta sexta-feira (26) fez um comentário supondo que aliados do ex-prefeito Marcos Martins, continuam dando as cartas dentro da gestão municipal.
O comentário de Sales ocorreu após a participação de Assis Firmino, ex-Diretor de Cultura na gestão de Marcos Martins, que de forma provocativa afirmou que o hoje Centro Cultural de Mari volta a ser Casa da Cultura Manoel Ribeiro, assim como ele – Assis Firmino – planejou que fosse, graças ao Projeto de Lei do Vereador Loi da Saúde que foi a provado na Câmara Municipal.
O radialista disse que teria havido uma articulação entre o parlamentar, que também era aliado de Marcos Martins, e Assis Firmino para impor uma marca da gestão anterior: “só falta a tarja com o slogan Um Marcos de Trabalho”, ironizou Marcos Sales.
O comentário do radialista expôs uma realidade que muitos tentam esconder: a infiltração de seguidores do ex-prefeito dentro da gestão atual que de forma despudorada tentam intervir, através de seus ‘mecanismos’, para manter privilégios e/ou impor o ‘modelo’ Martins de governar.
Exemplos são de monte para atestar a suposição do radialista, pois eles acontecem a todo instante. Na quinta-feira (25), por exemplo, uma das pessoas mais próximas do ex-prefeito, teria sido motorista de Martins, esteve visitando o sítio do atual prefeito por ocasião da Festa das Mães oferecida pela prefeitura as mulheres da zona rural. Apesar de muitos estranharem, alguns aliados do atual gestor reagiram com naturalidade, mesmo que essas presenças tragam constrangimento para aqueles que apostaram em um modelo diferente de se fazer política e estranhe que os que se aproximam de Antonio Gomes sejam justamente os mais aguerridos aliados de seu adversário.
Em 2010, quando houve o rompimento entre Marcos Martins e Antonio Gomes, a estratégia utilizada pelo ex-prefeito foi de infiltrar os seus na gestão e de fora conseguir se manter informado de tudo o que acontecia dentro do governo, estratégia que lhe rendeu bons frutos, como o próprio Marcos Martins reconhece, conseguiu derrubar três ex-prefeitos, quase que a unanimidade da câmara, a igreja, a imprensa e venceu as eleições de 2012.
Ao tomar como exemplo 2012, prudência da parte do atual prefeito Antonio Gomes é o melhor remédio, do contrário, o atual prefeito terá para as mesmas ações, os mesmos resultados.
Da Redação 
Do ExpressoPB 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário