Jornal O Interiorano - A verdade como referência - Fundador: João Victor da Silva - CNPJ: 13.513.199/0001-01 - Fone: (83) 8855-0110 - Sapé-Paraíba.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Estado de saúde de dona

Marisa é irreversível, dizem médicos

Dona Marisa não tem mais fluxo cerebral, está sedada e respira com ajuda de aparelhos, de acordo com informações do médico

Créditos: Reprodução / WEB
O estado de saúde da ex-primeira-dama Marisa Letícia foi considerado irreversível por seu médico, o cardiologista Roberto Kalil Filho na noite desta quarta-feira. Dona Marisa não tem mais fluxo cerebral, está sedada e respira com ajuda de aparelhos, de acordo com informações do médico.
Ela está na UTI do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, acompanhada de familiares. A ex-presidente Dilma Rousseff antecipou sua volta da Europa para estar ao lado de Lula e de sua família.
As informações são de reportagem de Thiago Herdy e Tiago Dantas em O Globo.
Na terça, Dona Marisa havia tido uma discreta melhora. A equipe médica havia retirado os sedativos que a mantinham em coma induzido desde semana passada. Kalil relatou que a ex-primeira-dama apresentou sinais de melhora no início do dia. O estado de saúde da ex-primeira-dama, no entanto, piorou partir das 16h desta quarta-feira, levando a equipe do Sírio a retomar a aplicação dos remédios.
"Segundo o cardiologista, três motivos levaram à piora do estado de saúde da ex-primeira-dama. A inflamação e o edema causados pelo AVC não regrediram, a pressão intracraniana aumentou e houve vasoespasmos (contrações de vasos sanguíneos) no cérebro. Durante a noite, ela passou por um exame para avaliar o fluxo sanguíneo no cérebro. Os resultados mostraram uma circulação mínima de sangue.
Após visitar a família, o ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, disse que o momento é de oração:
— É um momento muito difícil. Mas temos que orar e entregar a Deus. O presidente Lula tem esperança, tem fé — disse o ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho."
Com Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário