Jornal O Interiorano - A verdade como referência - Fundador: João Victor da Silva - CNPJ: 13.513.199/0001-01 - Fone: (83) 8855-0110 - Sapé-Paraíba.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Secretaria de Saúde de Sapé emite

 nota sobre Serviço de Atendimento

 Móvel e de Urgência-SAMU


A Secretaria de Saúde do município de Sapé emitiu ontem(01) nota de esclarecimento quanto à denuncia feito em rede sociais, quanto ao funcionamento do SAMU, nesta cidade, e insinuações relativas a serviços de manutenção e compra de peças, também quanto a ambulância que estaria "abandonada". Veja na íntegra a NOTA.

NOTA

Nos últimos dias vem ocorrendo divulgações nas redes sociais acerca de serviços de manutenção e funcionamento do SAMU em nosso município, as divulgações insinuam a existência de “valor fora do normal” na compra de peças e que a viatura de placa OEY 1768 estaria “abandonada” em uma Rua do Conjunto Renato Ribeiro em nosso município.

O Serviço de Atendimento Móvel e de Urgência do município de Sapé foi implantado em 27 de Janeiro de 2012, se encontra em pleno funcionamento, disponível 24 horas por dia, 07 dias por semana, atualmente nossa base descentralizada Serviço de Atendimento Móvel e de Urgência - SAMU de Sapé - PB, presta atendimento acerca de 97 mil habitantes, numa cobertura de 05 (cinco) municípios, incluindo a cidade sede (Sapé, Cruz do Espirito Santo, Marí, Sobrado e Riachão do Poço).

Não é necessário salientar ao cidadão médio que é primordial a realização de manutenção em viaturas de socorro móvel de urgência, não é necessário salientar ao cidadão consciente que o veiculo de socorro móvel de urgência para cumprir seu objetivo por vezes precisacircular em velocidade acima do normal no intuito precípuo de salvar vidas.

.           A necessidade do serviço impõe carros em perfeito estado de funcionamento, a Prefeitura precisa garantir o socorro do usuário e zelar pela segurança dos profissionais que desempenham esse primordial serviço, os serviços realizados na viatura em questão forram em sua maioria na troca de peças ligados a suspensão, freio e embreagem, repita-se, sem a manutenção não há segurança ao usuário e aos profissionais.

            Para que a população tenha uma exata idéia dos serviços realizados, no ano de 2014 foram feitos 1.635 atendimentos, sendo 1.225 no nosso município, já no ano de 2015 foram realizados 1548 atendimentos, sendo 1.132 atendimentos no município de Sapé, não há em se falar em falta de serviços do SAMU em nosso município.
            No tocando ao conserto da viatura em questão, aos dias 14 de janeiro de 2016 a viatura foi baixada para revisão do sistema de ar – condicionado no município de João Pessoa, no caminho a mesma apresentou problemas no motor, sendo trazida ao município para conserto, sendo levada a oficina especializada no bairro do Renato Ribeiro para detecção e resolução do problema.

            Neste ínterim surge a malograda “denúncia” acerca de abandono e gastos excessivos em manutenção, trata-se inquestionavelmente de opinião parcial e com o intuito de ferir ou atacar a gestão municipal, não se trata zelo ou cuidado com a população e os servidores, como pode a administração se furtar a transportar com segurança os usuários do serviço para economizar com manutenção, a viatura do SAMU circula na zona rural e urbana, foram nos últimos dois anos em média 07 (sete) ocorrências por dia.

            Vale a pena a Administração economizar, digamos a quantia de R$ 17.000,00, transportando apenas em 2015 mais de 1.500 usuários, sem contar com a equipe mínima de 03 (três) funcionários por ocorrência, quanto vale a vida? Quanto vale a segurança dos profissionais de saúde envolvidos?, frisa-se que as viaturas já têm mais de 120.000 mil quilômetros rodados, são veículos com mais de 04 (quatro) anos de uso e cujo custo de veiculo novo ultrapassa a quantia R$ 120.000,00 neste caso, há de salientar que todas as compras foram feitas dentro dos ditames legais, obedecendo ao processo licitatório pertinente.
            Quanto ao funcionamento do serviço, considerando-se que a unidade de suporte básico encontra-se me manutenção, o serviço a ele pertinente vem sendo realizado pela unidade de suporte avançado e a Edilidade já requereu por meio de oficio uma viatura da reserva técnica de serviço a Secretária de Saúde de João Pessoa, ademais em abril de 2015 foi realizada solicitação de renovação de frota ao Ministério de Saúde, que pelo documento de nº 25000.057022/15-67 respondeu o seguinte:
 “Em relação ao pleito, a Coordenação Geral da Força Nacional do SUS – CGFNS informa que, neste ano de 2015, o município de Sapé teria direito a 01 unidade de renovação de frota, porém o Ministério não possui unidades móveis disponíveis para doação no momento. Assim, a renovação de frota pleiteada será realizada conforme a disponibilidade de unidades móveis” (grifos nossos)
            Por fim, não é demais informar a população sapeense que o município de Sapé dá suporte com recursos próprio para funcionamento do serviço, os recursos recebidos da União e do Estado da Paraíba não supre nem a folha de pagamento dos profissionais envolvidos (médicos, enfermeiros, técnico de enfermagem e condutores).
            Aos dias 27 de janeiro de 2016 o SAMU completou 04 (quatro) anos de existência de bons serviços prestados a população, alguns comemoram a implantação, outros comemoram o serviço prestado, outros mesquinhamente criticam, a atual gestão reconhece e agradece o empenho de cada pessoa que contribuiu para o serviço, e comemora as vidas salvas! Obrigado.

Redação c/assessoria




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário